Ultramar


Aquelas fotografias estavam guardadas numa caixa, dentro de uma gaveta. Ao vê-las, pela primeira vez ,exclamei: -Pai, porque é que estás, aqui, com uma arma? Disseste-me que eras cozinheiro! Na caça, acreditei. O que nunca fez sentido foi a alergia de todos à tal palavra  "ULTRAMAR".  [Menina dos olhos tristes, Tributo a Adriano Correia de Oliveira.]

publicado por Capa Rota às 20:17 | comentar