(Coisas de menina, com a cabeça no ar)

Festejam o sopro-do-quase-assobio, fim de tarde. Depois, fingem que não ouvem ou ensurdecem e, logo ali, lhes vejo as costas. Até amanhã, manhã de Primavera. [George Shearing, Lullaby of Birdland.]

publicado por Capa Rota às 11:56 | comentar