Bip Bip, Miss Aargh!

Em boa hora, o homem jazia morto e arrumado entre as cotoveladas de flores fez-me-cá-uma-falta, encomendadas pela família mais próxima.  No mesmo estado de espírito, e depois de permitida a despesa, a funçanata religiosa seguiria com igual despropósito. 


Educa-se mal e parcamente para a vida, ainda menos para a morte. A folgança e dessincronia afectiva da situação causara-lhe  a maior perplexidade e embaraço, confessa Miss Aargh.

publicado por Capa Rota às 19:51 | comentar