(coisas de menina de cabeça quente)

 

 

- O sôtor tem uma voz parecida à do Manuel Freire mas deixe-me dizer-lhe, muito rapidamente, que ouvi-lo dá-me dores inexprimíveis e que a sua pedra filosofal é um inequívoco pesadelo.

- Blá Blá Blá...

- Ora essa, sôtor. 

 

[Funchal, 2012. Lena D'Água, Demagogia.]

publicado por Capa Rota às 13:20 | comentar