A morte do palerma do 3º ESQ.


 

Era uma vez um  vizinho que morava no 3º esquerdo de um prédio. 

 

Fã incondicional da Laura Pausini e do karaoke, artolas da bricolage em saltos altos, era um daqueles insuportáveis palermas que nunca respondia ao mais pequeno e elementar cumprimento social e nos fechava a porta do elevador na cara.

 

Um dia, saiu de casa pela manhã, e foi surpreendido por um estranho ataque de bolas de cóco de Super-Gata-Maia.

 

À noite, aquela estúpida criatura coberta de esterco foi, finalmente, removida da praceta pela brigada de recolha selectiva de lixo, para nunca mais voltar. De imediato, um cliente do pizzeiro do lado, aproveitou o novo lugar de estacionamento.

 

Acabaram-se as marteladas ao som dos Canta Baía (segunda escolha musical do seu reduzido reportório musical). Acabaram-se as migalhas e restos de comida no estendal da roupa.

 

Com a morte do palerma do 3º esquerdo,  todo o prédio viveu feliz para sempre. Fim.

 

publicado por Capa Rota às 19:57 | comentar