Assembleia de condóminos


 

Já és o terceiro, esta semana, a dizer-me que tem uma coisa dessas. Agora, percebo... 

 

Sem referência. As  recorrentes baldas dadas a esta indistinta congregação, tornam-me mais virtuosa, garanto. Caso contrário, era capaz de ir, biliosamente (como diz alguém), às trombas do aparelho de Karaoke do vizinho de cima!

Problema, é quando a indistinção se torna propriedade. Provavelmente, desfocagem da lente de contacto, a pedir mais lágrima. A ver se, amanhã, procuro alguma nitidez na caixa do correio ou na montra de avisos do prédio.

Às vezes, tenho pena. Numa dessas, já houve quem se tenha urinado pela cadeira abaixo. O que se faz para não se ser administrador!

 

publicado por Capa Rota às 22:01 | comentar