Pacman, o herói vencido


 

Get ready? O jogo começa sem dar tempo para colocar os dedos certos nas teclas. Saem da gaiola os monstrengos, furiosos assassinos. Pacman está, ainda, imóvel e é, cobardemente, atacado por "Pinky", o telemóvel-alarme. A luta dura largas dezenas de minutos, com repetidos ataques- vibrações e toques reais. Pacman perde uma vida.

 

O jogo recomeça. Pacman percorre o labirinto, dribla "Clyde" e "Inkey" à saída da estação. Consegue chegar ao café, bebe a bica e ganha pontos. Mas "Cyde", está à perna e, na esquina do local de trabalho, Pacman é, novamente, abatido.

 

Só tem mais uma vida, mas Pacman não desanima: - Agora, é que é! Ainda, é possível dar volta ao resultado e aguentar o dia!

Caminha, então, em direcção ao local de trabalho, atravessa o portão e engole a bola da invencibilidade. Dá cabo dos quatro monstrengos, de uma vez só... 200 - 400 - 800 - 1600 pontos!

 

Pouco, o tempo de glória. Os danados ressuscitam, ávidos de vingança. "Blinky", o monstro da hora do almoço, faz nova investida, à má fila, com "Clyde", o preguiça, "Inkey", o monstro da sesta, e "weeky", o semana lixada. Pacman tenta resistir... esquerda, direita, cima, baixo... mas é encurralado.

 

Game over e o dia vai a meio. Start game? Trabalha tu!

  

publicado por Capa Rota às 18:53 | comentar