"Boa Pessoa"


 

Usava um bibe verde com quadradinhos brancos e tinha cabelos ruivos. Eu, também queria.

Tinha a cara repleta de sardas. Eu, também queria.

Acordava com os olhos colados de remelas e fazia um tratamento com gotas. Eu, também queria.

Tinha um irmão mais velho, todo estiloso, meio punk, daqueles que entortavam os pés ao andar. Tentei, mas com botas ortopédicas não consegui o mesmo efeito.

No final da 4º classe, usaria aparelho e uns óculos vermelhos. Ficava maravilhosa e eu, também queria.

Era boa aluna e amiga de todos. Oferecia borrachas e lápis coloridos, porque a mãe tinha uma papelaria.

Fez o 2º ciclo na escola que eu queria. Tinha o nome que eu queria. Moravamos lado a lado, mas nunca mais nos encontrámos.

 

Vi-a, ontem. Trabalha na área que eu queria. Com uns camper que eu queria. Com os colegas que eu queria. Sorriu, maravilhosa! Continua linda.

As "boas pessoas"  têm, sempre, um defeito grave. Sempre. O dela, está muito bem escondido...   Gira e "boa pessoa"? É demais!

E eu sou muito observadora!

publicado por Capa Rota às 19:05 | comentar